Durante o já tradicional Press Preview de Cascais, com lugar todos os anos em janeiro, os oradores já confirmados para as Conferências do Estoril ‘Empowering Humanity: From Local to Global Justice’ foram anunciados. Para discutirmos os tópicos dos direitos e deveres humanos, tecnologia e democracia, justiça climática, desigualdade, migrações e globalização inclusiva, as Conferências do Estoril contam uma vez mais com um painel de oradores com história e histórias para contar, agentes da mudança e provocadores. Doze nomes. Doze nacionalidades. Quatro continentes. Seis mulheres. Seis homens.

 

Ativistas dos Direitos Humanos

Inspiramos pelo exemplo. Uma vez mais teremos os testemunhos daqueles que dedicam a vida à luta pela proteção e promoção dos direitos humanos.

Ahmad Nawaz: Ativista para a educação e a paz (Paquistão)
Edit Schlaffer: Fundadora e Diretora da ONG Women without Borders (Áustria)
Fareeda Khalaf: Refugiada e ativista Yazidi (Iraque)
Laya Vasudevan: Diretora do Center for Legal Aid and Rights (Índia)

Laureados com o Nobel

Ao todo, doze laureados com o prémio Nobel em várias áreas vieram falar às Conferências do Estoril. Em 2019, pelo menos mais três serão adicionados a esta lista.

Edmund Phelps: Prémio Nobel da Economia em 2006 (Estados Unidos)
Rigoberta Menchú Tum: Prémio Nobel da Paz em 1992 (Guatemala)
Svetlana Alexievich: Prémio Nobel da Literatura em 2015 (Bielorrússia)

Changemakers

Em todas as edições das Conferências do Estoril, estão presentes oradores que são considerados verdadeiros agentes da mudança.

Anne Applebaum: Jornalista do Washington Post e Prémio Pulitzer de Não-Ficção Geral 2004 (Estados Unidos)
Harald Jäger: Militar, também conhecido como o homem que “derrubou o muro de Berlim” (Alemanha)
Joana Marques Vidal: Procuradora-Geral da República 2012-2018 (Portugal)
Miguel Otero: Jornalista e Diretor do Jornal “El Nacional” (Venezuela)

Personalidades Políticas

De todo o mundo, virão personalidades políticas às Conferências do Estoril, com visões muito próprias acerca dos desafios que o nosso mundo enfrenta.

Carlos Mesa: Presidente da Bolívia (2003-2005)
Germán Garavano: Ministro da Justiça e dos Direitos Humanos (Argentina)