AltAltAltAltAltAltAlt

Nasceu a 31 de maio de 1963 em Székesfehérvár e passou a sua infância em Alcsútdoboz e Felcsút.
Formou-se em Direito na Eötvös Lóránt Universidade de Budapeste, na Faculdade de Direito, em
1987.
Foi um dos fundadores da Federação de Jovens Democratas (Fidesz) criada a 30 de março de 1988 e
tornou-se um político bem conhecido em todo o país e na Europa pelo seu discurso de 16 de junho de
1989 realizado na cerimónia de enterro do Primeiro-Ministro Imre Nagy e seus companheiros, em que
ele exigiu eleições livres e que todas as tropas soviéticas fossem retiradas da Hungria.
Foi membro do Parlamento húngaro desde 1990 e Primeiro-Ministro do governo de coalizão liderado
pelo Fidesz - Partido Cívico húngaro, entre 1998 e 2002. Em 1999, assinou o Tratado de adesão que
estabelecia a participação da Hungria na OTAN. Em outubro de 2002 foi eleito Vice-Presidente do
Partido Popular Europeu.
Em maio de 2003 foi eleito presidente da Fidesz - União Cívica Húngara, sucessora do Fidesz - Partido
Cívico Húngaro.
Foi eleito Primeiro-Ministro da Hungria pelo Parlamento a 29 de maio de 2010.

Em 2013, Viktor Orbán foi orador no painel  "Diálogo Global – Liderança Política e Globalização" (3 de maio).