Alt

A luta pela Europa liberal foi a principal motivação para esta edição da Global Review.

Com as eleições europeias a aproximarem-se, muitos são aqueles que pedem a união dos liberais europeus contra a ascensão de um campo anti-UE que se está a organizar de forma rápida e transnacional.
É isso mesmo o que propõe Alberto Alemanno, professor na HEC Paris e fundador do The Good Lobby, sublinhando a importância dos cidadãos enquanto fator-chave para o realinhamento da União Europeia para as preocupações sociais mais imediatas.
Carlos Carreiras, Miguel Pinto Luz e Teresa Violante juntaram-se ao apelo, argumentando que a crise do governo representativo é real, que há de facto uma falta de resposta europeia e que, em última análise, a democracia morre na escuridão.
Felipe Pathé Duarte, por sua vez, traça um paralelo entre a extrema-direita e o islamismo, concluindo que ambos são uma das consequências da modernidade ocidental e que ambas pertencem ao mesmo lado sombrio.
Finalmente, John M. Luiz, da University of Cape Town, reflete sobre o impacto das Instituições na Internacionalização de Empresas Multinacionais a partir de uma perspetiva de mercado emergente e Nuno Santos, CEO da Gfi Portugal, partilha seus pensamentos sobre o futuro, falando sobre cidades inteligentes, a economia digital e o equilíbrio de género no século XXI.