Alt

Foi em fevereiro de 2017 que lançámos a primeira edição da Global Review. Esta é, naturalmente, uma edição que muito nos orgulha e este foi, certamente, apenas o primeiro de muitos anos e um momento que não podíamos deixar de celebrar.

Mas o mundo não pára e na primeira edição de 2018, olhamos para o passado de modo a melhor entendermos o futuro. Esse é mesmo o assunto do editorial, assinado pela Diretora das Conferências do Estoril, Teresa Violante, que pega no último relatório da Frontex para fazer uma análise aos últimos números das migrações e antecipar 2018.

Sobre migrações fala também Duarte Pitta Ferraz, professor na NOVA SBE, numa observação à sua integração financeira e o impacto das suas remessas para os países de origem. Felipe Pathé Duarte analisa as relações entre Israel e a Síria para concluir que uma colisão com o Irão será inevitável; Dario Scannapieco, Vice-presidente do European Investment Bank, escreve sobre como o EIB está a fortalecer a resiliência da “vizinhança” da União Europeia e Dirk van Dierendonck, professor da Rotterdam School of Business, fala sobre a política empresarial de “Servant Leadership”.

Carlos Carreiras e Miguel Pinto Luz, Presidente e Vice-presidente da Câmara Municipal de Cascais, respetivamente, falam de como devem ser as cidades a liderar o próximo século com Carlos Carreiras a afirmar que os objetivos de desenvolvimento sustentáveis dependem das cidades e vice-versa e Miguel Pinto Luz fala sobre a adaptação às alterações climáticas, incentivando municípios como Cascais a liderarem o movimento.

Ainda sobre Cascais, Pedro Loureiro, CEO da Agência DNA Cascais falou com a Global Review a propósito da mais valia desta agência para o município e Duarte Nobre Guedes, Presidente da Associação de Turismo de Cascais, estabelece a relação frutuosa que existe entre as Conferências do Estoril e o turismo na vila.