18 candidaturas recebidas para o Estoril Local Answers Award 2019
 

Recebemos um total de 18 candidaturas vindas de projetos locais que incluem países como o Paquistão ou a Letónia, para a edição deste ano do Estoril Local Answers Award (ELAA).

Os projetos serão agora analisados pelo júri que, durante o mês de abril, irá anunciar uma lista final, composta pelos melhores cinco projetos em consideração. O vencedor será depois declarado em maio.

O Estoril Local Answers Award é uma distinção criada pelas Conferências do Estoril em 2013, com o objetivo de promover e apoiar o trabalho de iniciativas locais em qualquer parte do mundo. O ELAA consiste num prémio monetário no valor de 10.000 €.

A ser entregue durante a 6ª edição das Conferências do Estoril, o ELAA é também uma oportunidade para o vencedor apresentar o seu projeto ao público das Conferências do Estoril, composto por personalidades nacionais e internacionais.


Nas anteriores edições, os vencedores do ELAA foram:

 

2017

Re-food Cascais Center, uma organização de solidariedade social, sem fins lucrativos, cujo objetivo é contribuir para a solução do problema da insuficiência alimentar das famílias. Inteiramente constituída por voluntários, a Re-food providencia apoio alimentar através da utilização de excedentes alimentícios diários provenientes de hotéis, estabelecimentos comerciais ou de catering, do município de Cascais. Desta forma, são suprimidas as mais básicas necessidades alimentares e é combatido o desperdício alimentar, enquanto se fortalecem laços comunitários.

2015

Aporvela, com o projeto ‘Mar de Oportunidades’, destinado a jovens em risco de exclusão. A Aporvela – Associação Portuguesa de Treino de Vela – promove a ligação das pessoas ao mar, mantendo viva a tradição do património marítimo português, com uma especial ligação à juventude, formando futuros marinheiros.

Em conjunto com a Casa Pia de Lisboa – instituto público cuja missão é a promoção dos direitos e proteção de crianças e jovens – a Aporvela desenvolveu o ‘Mar de Oportunidades’, focado num conjunto de jovens em sério risco de exclusão social e que, por via deste projeto, acabaram por encontrar um novo sentido para a sua vida através de um futuro profissional ligado ao mar.

2013

Movimento para a Defesa da Vida, uma Instituição de Solidariedade Social, cujo projeto apoia crianças em risco através de uma intervenção em famílias em crise. O objetivo é evitar a institucionalização de menores, procurando oferecer alternativas e ajudar as famílias a alterarem comportamentos que possam levar à remoção dos menores.

O projeto pretende ainda a redução da dependência destas famílias a serviços comunitários e o desenvolvimento de habilidades na população mais vulnerável.