As Conferências do Estoril têm vindo a incluir, a cada edição, os jovens naquelas que são as discussões mais prementes dos dias de hoje. Acreditamos que o futuro está nas mãos dos mais jovens e procuramos, deste modo, ajudar a lançar as sementes para um mundo mais inclusivo e plural.

A 5ª edição das Conferências do Estoril contou, por isso, com uma manhã inteiramente dedicada aos mais jovens dos jovens: no dia 1 de junho de 2017, Dia da Criança, decorreu a 1.ª edição das Conferências do Estoril Júnior (CE Júnior) – um trabalho realizado em conjunto com várias escolas do concelho de Cascais e que visa debater assuntos sérios e entender o ponto de vista de crianças do primeiro ciclo. Foram elas os oradores, os opinion-makers e o público.

“Vou ali e já venho: sobre migrações e comichões” enquadra-se em tudo isto. Para professores e alunos, para educadores e educandos, para pais e filhos. De uma forma acessível “Vou ali e já venho” responde a uma pergunta que parece simples – “De onde vimos?” - cuja resposta permanece rodeada de controvérsias.

O desafio que foi feito às crianças, e que tem como suporte a história do livro, passa por apresentar a raça humana aos extraterrestres.

Esta história, composta por seis personagens de diferentes nacionalidades, raças e credos, tem como objetivo ilustrar que todos juntos somos mais fortes.

Este projeto foi trabalhado pela equipa das Conferências do Estoril, pela equipa de design thinking HUSE e pelas professoras do 1.º ciclo das escolas do concelho de Cascais, Malangatana e Raúl Lino.

 

Comments1

Rui Motta on Junho 01, 2017 11:03

Boa sorte para os alunos e professores da Escola Malangatana. Força Edgar e Gabriela.