Alt
Alt
Alt

Entre as várias candidaturas recebidas à Bolsa de Investigação 2009, o júri seleccionou três finalistas e, por deliberação unânime, atribuiu o prémio ao projecto apresentado por Fernando Sousa - "Segurança alimentar e comércio mundial: o caso da monocultura de cajú na Guiné-Bissau" - que foi escolhido tendo em conta a sua relevância, originalidade, consistência científica e adequada inserção no espírito das Conferências do Estoril.

A temática do projecto, que procura contribuir para uma melhor compreensão das complexas relações entre segurança alimentar e comércio mundial, tem inegável relevância e grande actualidade no actual contexto internacional em que os desafios globais relacionados com a alimentação e com a definição de um quadro mais equilibrado e justo do comércio mundial dos produtos agrícolas ganharam grande visibilidade na sequência da crise alimentar de 2008 e do bloqueio da Ronda de Doha em redor do impasse sobre a agricultura.

A originalidade do projecto reside especialmente na forma interessante e inovadora como articula as dimensões global e local, a partir da experiência de uma pequena comunidade rural da Guiné-Bissau e da análise das implicações da monocultura do cajú, reflectindo de forma particularmente feliz uma das preocupações centrais das Conferências do Estoril. Finalmente, a metodologia rigorosa, o plano de execução consistente bem como a identificação precisa e a correcta delimitação das questões a investigar, concorrem para garantir a exequibilidade prática do projecto no período previsto de 12 meses. Fernando Sousa é licenciado em Biologia Ambiental pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e está a finalizar o mestrado em Biologia da Conservação.

O relatório final do projeto pode ser consultado aqui.

David Avelar e a Ana Inês Ferreira foram os outros dois finalistas que receberam  menções honrosas pelos respectivos projectos - “Alterações climáticas: desafio global, respostas locais – uma estratégia de acção para Cascais” e “Refugiados ambientais da África Sub-Sahariana : desafios europeus”.